• Danielly A Zelli Grotmann

Sociedades e empreendedorismo



Existe vantagem na constituição de uma empresa?


Somos verdadeiros entusiastas do empreender. Como advogados, e escritório compostos por advogados relativamente jovens (apenas um acima dos 40 anos de idade – este, aliás, nosso maior empreendedor, empresário por muitos anos), a nossa clientela é composta em sua grande maioria, de empreendedores.


É no empreendedorismo que vislumbramos enfaticamente a Lei do Trabalho ensinada por William Douglas, na qual:

[...] Existe um valor indispensável para que o trabalho frutifique: acreditar em você e na sua visão, acreditar no que está fazendo ou na empresa que está montando ou gerindo”.

Quando clientes nos confidenciam suas ideias de empreendedorismo, nós normalmente passamos a sonhar e torcer para a realização dele. Ultrapassamos a consultoria jurídica para tecer comentários sobre nossa percepção sobre a visão de negócio dele.


Mas como advogados, uma das funções que desempenhamos pelo nosso próprio empreender é assessorar nosso cliente empreendedor a começar corretamente!


Profissionalisar o empreendimento é um dos pontos que sempre deve ser considerado, e ao nosso ver, já no início, na concepção do empreendimento.


Ao nosso ver, é individualizar juridicamente a figura da pessoa e a da empresa, do negócio. Com isso, é possível conferir segurança jurídica tanto à empresa, quanto aos seus proprietários, nossos clientes.


Atualmente, com a figura do Microeempreendedor Individual, não existem motivos para o empreendedor não pensar estrategicamente a sua colocação no mercado como pessoa jurídica. Isto trará benefícios legais e, principalmente, tributários.


Com a criação da empresa no momento de empreender, o negócio se comporta de maneira que facilita a negociação com fornecedores, previne de fiscalização das Prefeituras Municipais apontando irregularidades, obtém vantagens em linhas de crédito para injeção de capital.


Sempre dizemos que há dois caminhos: o que começa profissional e o que no meio precisa se profissionalizar.


Um bom empreendedor vai além de criar uma ideia de negócio, mas se cerca dos profissionais corretos que lhe orientarão sobre os reflexos do seu empreendimento.


Um advogado olha o empreendimento com um olhar diferenciado. Ele analisa se o cliente está assegurado de ter direito a sua própria criação, seu produto, seu estabelecimento, seu infoproduto (época digital não é mesmo?), suas parcerias. Imagine que sem a profissionalização, sem a criação de um comportamento empresarial, muitas questões poderão estar desprotegidas, e causar futuramente significativos problemas ao empreendedor.


Portanto existe inúmeras vantagens para o empreendedor, seja ele pequeno ou médico, na abertura da sua empresa, da sua pessoa jurídica, e de relacionar-se profissionalmente amparado e assessorado com um bom advogado.


Não duvide disto!


Quer conversar conosco sobre seu empreendimento? Pode fazer agora: nos chame no whatsapp!

#empreendedorismo #advocacia #pequenosempresários

Bibliografia:

DOUGLAS, William. As 25 leis bíblicas do sucesso. Rio de Janeiro: Sextante, 2012.

0 visualização

entre em contato

Você conta  seu problema  e nós encontramos  a solução. 

ícone de whatsapp
ícone de telefone fixo
ícone de localização
ícone de instagra
Curta nosso Facebook!
email.png

Rua 3.000, nº. 325, sala 03 | Centro | Balneário Camboriú/SC | 47 2125-7765 / 9 9654-9654